segunda-feira, 8 de junho de 2009

O currículo oculto

O currículo significa aquilo que os estudantes têm oportunidade de aprender através do que é formalmente ensinado e do que, mesmo não sendo explicitado, está latente em algumas práticas pedagógicas bem como em textos, gravuras dos livros didáticos e imagens de vídeos e filmes. Hábitos de ordem, pontualidade, correção, respeito, competição-colaboração, docilidade e conformidade são, entre outros, aspectos inculcados conscientes ou inconscientemente pela escola que denotam um modelo de cidadão. A grande maioria dessas influencias é imposta como norma de fato, aceita sem discussão, como parte do que consideramos normal. A este conjunto, de práticas pedagógicas não explicitadas, chamamos de currículo oculto.

O currículo oculto das praticas escolares tem uma dimensão sócio-politica inegável que se relaciona com as funções de socialização que a escola tem dentro da sociedade, porem, quando todos esses valores fazem parte do currículo explicito da educação social e moral, não mais caberá dizer que são propriamente componentes de sua dimensão oculta. As obrigações que o currículo oculto impõe aos alunos são tão importantes, ou mais para eles, para sua sobrevivência e sucesso na escola, do que as do programa oficial ou explicito, como são também para os próprios professores.

. Aula do dia 26/05/09

Texto: O currículo: os conteúdos do ensino ou uma análise prática?

Bibliografia:

Gimeno Sacristan, J. O currículo: os conteúdos do ensino ou uma análise prática? In: Gimeno Sacristan, J. Pérez Gomes, A. I Compreender e transformar o ensino. 4.ed., ARTMED, 1998.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário